O que é Ansiedade?

 

     A ansiedade é um termo geral para descrever a preocupação ou antecipação de eventos futuros envolvendo perigo ou infortúnio. A ansiedade é acompanhada por sensações desagradáveis ou sintomas físicos de tensão. Ela está associada com diversas doenças clínica e transtornos psiquiátricos.

Os transtornos de ansiedade são um grupo de doenças psiquiátricas que compartilham os sintomas da ansiedade como sendo uma característica fundamental.. Em nível global os transtornos da ansiedade se situam entre os mais frequentes de todos os transtornos psiquiátricos.



Possíveis Causas dos Transtornos de Ansiedade:

 

• transtorno de pânico (com ou sem agorafobia)
• agorafobia sem história de transtorno de pânico.
• Fobia específica
• fobia social
• transtorno obsessivo-compulsivo
• transtorno de estresse pós-traumático
• transtorno de estresse agudo
• transtorno de ansiedade generalizado
• transtorno de ansiedade decorrente de uma doença clínica sistêmica
• transtorno de ansiedade produzido por substância



Diferença entre Transtorno de Pânico e Agorafobia:

 

     Os componentes de diversos desses transtornos são as crises de pânico e a agorafobia. Um transtorno de pânico é um período diferente, no qual existe um início súbito de temor ou apreensão intensos associados com o sentimento de desastre iminente. A agorafobia é a ansiedade ou a tentativa de evitar locais ou situações nas quais pode ser difícil uma escapatória (ou onde o auxílio é difícil) no evento de uma crise de pânico. O transtorno de pânico é um transtorno psíquico caracterizado por uma história de longa duração de crises de pânico repetitivas, inesperadas. As crises acarretam comportamento de evitação e preocupações relacionadas com a possibilidade de uma recidiva.



     A característica fundamental do transtorno de pânico é crise de pânico. A crise de pânico é um período limitado de temor intenso, desconforto ou apreensão, que aparece abruptamente atingindo máxima intensidade em aproximadamente dez minutos após o início. O transtorno de pânico pode estar associado com, ou sem, a agorafobia. Um indivíduo portador de agorafobia exibe temor de apresentar uma crise de pânico em um local público, no qual ele pode não ter possibilidade de dirigir-se para um local isolado, seguro, para a recuperação da crise.



     O transtorno de pânico é um transtorno de ansiedade frequente ocorrendo em 2% a 6% da população. A idade típica de início se situa entre a adolescência e a metade da década dos trinta anos. As mulheres apresentam 2 a 3 vezes maior probabilidade de que os homens de serem afetadas por transtorno do pânico. Os fatores de risco incluem o divórcio ou a separação, ou histórico familiar.



  Possíveis Causas do Transtorno de Pânico

   

  A causa exata do transtorno de pânico é desconhecida. Foram apresentadas diversas hipóteses ou teorias. O transtorno de pânico poderia ser ocasionado por alterações químicas localizadas no cérebro. Podem existir também fatores psicológicos ou genéticos associados. Finalmente, um indivíduo pode ser submetido a uma experiência a qual ele considera como sendo embaraçosa ou difícil. O temor é de que esses tipos de situação venham tornar-se posteriormente significantes em outros locais semelhantes.



Os sintomas físicos do pânico incluem:

 

• sudorese
• aumento da frequência cardíaca
• palpitações
• falta de ar
• sensação de desmaio
• adormecimento
• ondas de calor
• tremores
• dor precordial
• náusea
• calafrios



     Os sintomas físicos são geralmente acompanhados de temor intenso, incluindo um temor de perda do controle, o temor de tornar-se “louco”, ou o temor da morte. Alguns indivíduos apresentam uma sensação de desrealização ou uma sensação de estarem deslocados de si próprios.

Diagnosticando a doença



     O diagnóstico do Transtorno de pânico geralmente envolve uma exame psiquiátrico minucioso. Os indivíduos podem sentir-se desconfortáveis no momento do relato aos seus médicos acerca de seus temores e restrições do estilo de vida. Alguns podem até mesmo nunca se afastar de suas residências.
Com a finalidade de diagnosticar o transtorno de pânico, o médico deverá dedicar um período de tempo para a entrevista com o paciente, a fim de identificar os seus sintomas. Um planejamento de tratamento pode ser estabelecido com base da doença e com base na dimensão do comprometimento da vida do paciente pela doença.



     Não existe cura para o transtorno de pânico. No entanto, um número significativo de indivíduos portadores de transtorno de pânico podem ser beneficiados a partir da utilização de tratamentos com medicamentos (farmacológicos) e/ou não-farmacológicos.



     A evolução do transtorno do pânico no decorrer da vida possui tendencia de longo prazo (crônica), sendo que os sintomas podem apresentar períodos de melhora e de deterioração (flutuações). A duração do tratamento pode ser de até um ano.

 

Tratamento

 

O  tratamento envolve normalmente uma associação de psicoterapia e terapia farmacalógica. A psicoterapia deve ser realizada  com profissional especializado ,que tenha conhecimento da doença, pois poderá ser feita individualmente e/ou em grupos de apoio.

 

Outras modalidades de tratamento

 

A Hipnose é uma técnica interessante que atua rapidamente no controle da ansiedade que desencadeia a crise do Pânico, outros tratamentos alternativos como Reiki, Floral, Aromaterapia podem ser usados em conjunto para potencializar o tratamento em processo.

 

         A orientação da família e dos amigos sobre a doença irá auxiliar no atendimento dos problemas comportamentais em uma forma mais acolhedora. O relaxamento, a meditação, o exercício físico, o sono regular e uma dieta balanceada são fatores importantes na manutenção da conduta estabelecida.
A elaboração de um diário pode auxiliar o indivíduo na identificação de situações estressantes, que contribuem para desencadear reações de ansiedade, possibilitando aos pacientes um direcionamento para atividades mais construtivas.

 

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

-  Disponível em: http://www.diseases-explained.com
Acessado  em 08/02/2012.

 

 



O que é ansiedade e o pânico?

Quais as causas?

Reconhecendo seus sintomas

Tratamento

Ansiedade e Pânico