Perguntas Frequentes - FAQ

01

Afinal, o que é Psicoterapia?
​A psicoterapia se caracteriza pela relação clínica estabelecida entre um psicólogo e aquele que demanda auxílio. Baseia-se em métodos técnicos desenvolvidos com o objetivo de ajudar o paciente a explorar e lidar com as dificuldades do viver. O trabalho realizado na clínica proporciona o crescimento pessoal, o que, consequentemente, reflete-se na vida em sociedade.

02

Quando procurar psicoterapia?

Todo ser humano tem algum conhecimento de si, no entanto, come em excesso ainda que não queira, sente angústia sem saber de quê, ansiedade que não sabe de onde vem, pode fazer psicoterapia.

     A hora de procurar uma psicoterapia pode ser no momento que surge um impasse na vida que impede a pessoa de prosseguir ou, também, quando surge uma possibilidade interna de entrega ao novo, de busca por compreensão a algo que é estranho e ao mesmo tempo familiar.

03

Qual a função do psicólogo?

     A função do psicólogo é a de orientar o paciente na busca por um conhecimento que lhe falta. Em muitos casos, embora o indivíduo tenha um profundo conhecimento de si e de suas questões, há algo que o faz sofrer, que foge ao controle, que não se encaixa em todo o resto. Isto que escapa à percepção pode dar início a sintomas que hoje são conhecidos por: depressão, síndrome do pânico, transtornos de ansiedade e alimentares etc. Muito embora  é bom que deixemos claro - há outros sintomas não tão conhecidos, mas que fazem o indivíduo sofrer tanto quanto, ou mais.

   

04

O que esperar da psicoterapia?

          O psicólogo utiliza-se de instrumentos teóricos e práticos, de acordo com sua abordagem psicológica. No âmbito da psicoterapia, cada indivíduo é único e, portanto, cada tratamento terá uma direção particular. A pessoa que busca uma psicoterapia pode esperar uma escuta diferenciada sobre suas questões e a orientação de um profissional que dedica sua prática ao indivíduo em suas particularidades.

05

Terapia é cara? Terapia é só para loucos?

          Não em nenhum dos casos. E psicoterapia é um grande investimento que trará eternos ganhos à sua vida. Conhecer-se não tem preço! E só pessoas corajosas buscam psicoterapia. 

 

06

Existe alta no processo psicoterapêutico?

     É claro que sim! Tanto no processo psicoterapêutico, quanto no processo psicanalítico, não há como determinar de antemão o tempo que irá durar, posto que isto depende dos progressos obtidos em cada situação no curso do tratamento. No entanto, há um momento em que o tratamento não se faz mais necessário. 

     Havendo novamente necessidade, o psicólogo sempre se colocará a disposição de seu paciente. Além disso, o paciente é livre para interromper o tratamento a qualquer momento, sem que isto ofereça qualquer empecilho no caso de um retorno. No entanto, é preciso salientar a importância de essa decisão ser tomada em conjunto com o terapeuta.

07

Qual a diferença entre psicólogo e psiquiatra?

     O psicólogo é o profissional que fez faculdade de psicologia. Ele pode trabalhar em diversas áreas da psicologia, entre elas, a clínica. O psicólogo clínico está habilitado para fazer psicoterapia e, para tanto, se utiliza de uma abordagem. Uma abordagem é um conjunto teórico-prático que guia o profissional em seu trabalho; são os instrumentos que ele usa no tratar do paciente. Há diversas abordagens. Todas as abordagens têm como objeto de trabalho o ser humano como um todo. O psicólogo clínico trabalha para promover a melhora da qualidade de vida em pessoas que estão acometidas por algum tipo de sofrimento psíquico, emocional.

    O psiquiatra é o médico (fez faculdade de medicina) que se especializou na área da psiquiatria e, que por sua vez, pode, junto com outras especialidades, assistir pessoas que sofrem de algum transtorno/sofrimento mental, brando ou severo. Esse profissional é o único qualificado para receitar medicação, por isso, ir a ele não significa ser maluco, pois a pessoa em questão pode, por algum motivo, estar precisando de medicação específica para seu problema no momento.