Psicoterapia

     É realizada na maioria das vezes com um encontro semanal, mas dependendo do caso pode ser mais de uma vez por semana. O vínculo terapêutico é necessário para o processo ser bem sucedido, ou seja, sentir-se confortável com seu terapeuta para poder contar sobre a sua vida, desde o que lhe aflige até as suas conquistas.

     Quando você conseguir falar sobre a sua vida de forma abrangente para o terapeuta, este poderá auxiliá-lo nas mudanças necessárias ao seu bem estar.

     

Psicoterapia para Terceira Idade

 

  O consultório é um local onde se tem a oportunidade de poder contar a sua história. Indo além da simples lembrança, a psicoterapia gera a oportunidade de elaboração das experiências vividas e de construir, no presente, o entendimento de sua caminhada ao longo da vida.

Psicoterapia com Adolescentes

 

  A juventude é uma fase de mudança entre a infância e a vida adulta.  Muitos jovens têm dificuldade de entender seus próprios sentimentos em meio deste período transitório. Com isso alguns podem ficar agressivos ou se fecharem. A psicoterapia pode ajudar o jovem a entender seus sentimentos e a se posicionar n avida de forma mais acertiva.

Psicoterapia com Crianças

 

 É preciso ficar atento para o comportamento das crianças. Elas comunicam que algo não está bem através dos sintomas como agressividade, dificuldade na escola, enurese noturna, etc.

O atendimento ajudará a criança a entender seu sofrimento e com isso encontrar caminhos. A psicoterapia infantil utiliza o brincar como ferramenta de trabalho, procurando promover um ambiente acolhedor, no qual a criança possa através da brincadeira expressar suas angústias.

Atendimento em Grupo

      A psicoterapia em grupo é realizada no consultório. O psicólogo, visando fins terapêuticos  organiza e orienta o grupo. De acordo com o fim terapêutico a que se propõe, os grupos são formados por indivíduos que compartilham questões em comum.

 
Acompanhamento Terapêutico

      O trabalho de um Acompanhante Terapêutico se dá a partir da demanda do paciente que precisa de um atendimento fora do consultório. Algumas pessoas tem um dificuldade de interagir com outras. O papel do acompanhante terapêutico é de auxiliar na interação social do paciente com o mundo.