A Gestão de Carreira é uma intervenção psicológica, cujo objetivo é abordar a relação homem-trabalho, nas suas mais diferentes concepções, seja no que diz respeito à escolha dos estudos a seguir, aos conflitos que surgem no desempenho do papel profissional ou ainda à reorientação ou ao planejamento de carreira.



    

    A orientação profissional é uma medida preventiva para ajudar as pessoas a fazerem uma escolha profissional mais adequada com a personalidade, desejos, interesses e habilidades. Isso através do auto-conhecimento. Na orientação profissional as perguntas: Quem eu sou? O que eu quero? Quais as minhas habilidades? O que sei sobre as profissões? Serão respondidas.

     Com o auxílio do orientador estas perguntas serão respondidas pela própria pessoa e uma busca realista sobre as profissões e o mercado de trabalho são partes do processo. Dentro do processo de orientação profissional é comum ver pessoas com uma ideia superficial e até mesmo fantasiosa a respeito da profissão desejada com uma orientação adequada a pessoa sai segura com a sua escolha.


     Segundo dados da Folha de São Paulo, apenas 42% dos estudantes brasileiros de ensino superior conseguem completar a faculdade. Segundo dados do Censo da Educação Superior 2003, há uma crescente defasagem entre o número de pessoas que entram nas universidades e que terminam seu curso.

 

Com estes fatores podemos deduzir que um número alarmante de pessoas não irão trabalhar na profissão na qual se formou e buscarão outras alternativas. Existem várias questões que influenciam esta defasagem. Uma delas é a falta completa ou adequada de uma orientação profissional.


     

  O trabalho ocupa grande parte do tempo da vida das pessoas. É essencial a sua escolha ter sido consciente e coerente com os interesses e as necessidades pessoais para que ele seja realizado eficientemente.

     Uma pessoa exercendo sua profissão com motivação e prazer está se realizando pessoalmente, como também prestando um serviço de melhor qualidade à sociedade.


     Embora a escolha profissional seja responsabilidade de cada um, as consequências da decisão têm inúmeras implicações sociais.  Quando escolhemos uma atividade pela qual temos muito interesse e prazer em realizar, temos mais segurança de que poderemos ser felizes ao desempenhá-la. 

     A Gestão de Carreira não se limita apenas à escolha profissional, vai muito mais além. Deve mostrar as novas tendências do mercado de trabalho tendo em vista a empregabilidade do Orientando.

Gestão de Carreira

Psicólogas Responsáveis: Priscilla Faro e Vivian Leivas

Orientação Profissional